quarta-feira, 19 de julho de 2017

Turismo Express: Rio de Janeiro - parte 1

Sabe aquelas viagens que você faz pra ir pra algum evento, show, congresso e essas coisas e no final das contas não sobra quase nada pra turistar e conhecer as coisas ao seu redor? Mês passado eu fiz uma dessas e, com o único dia livre que me sobrou, resolvi fazer uma turistada express. Afinal de contas, não vamo perder a oportunidade, né nom?

Quem me acompanha no Instagram viu que no meio de Junho eu fui ao Rio de Janeiro, então esse é o destino de hoje aqui no blog. Se liga aí!


Fui pro Rio pra participar de um evento de danças urbanas, o Rio H2K, que há muito tempo tenho vontade de participar e esse ano - finalmente - tive condições de bancar isso sozinha. Cheguei no Rio na quarta-feira e o evento aconteceria da quinta ao domingo e a programação de aulas era intensa, começava cedo e terminava à noite. Como meu vôo tava marcado pra terça-feira de manhã cedinho, só me sobrou a segunda-feira pra turistar pela cidade. Eu e o grupo que estava comigo combinamos de acordar cedinho e marcamos o ponto de encontro na Praça Mauá pra começar nossa visita por alguns poucos pontos turísticos da cidade maravilhosa.

Nos dias do evento eu estava na Barra, num lugar bem perto do local do evento e isso facilitou muito a locomoção e diminuiu os gastos com transporte nos dias de aula, mas quando o evento acabou - no domingo à noite - eu fui pra Ilha do Governador, dormir na casa da família do boy. Por mais que tenha sido rápido, consegui conhecer a orla da Ilha, pelo menos. Foi um passeio bem agradável.


Na segunda-feira, o dia da turistagem, fomos da Ilha até a Praça Mauá. Nós pegamos uma barca na Estação Cocotá - um translado agradável e confortável de 55 minutos, evitando o trânsito - e descemos na Estação Praça XV, a tarifa custou R$5,90. No caminho passamos por baixo da ponte Rio-Niterói, achei bem massa. Da Praça XV até a Praça Mauá é uma caminhada curta e tranquila, passando por uns lugares bem bonitos. Se você estiver com pressa, dá pra ir bem rápido, mas como estávamos com tempo, deu pra apreciar um bocado de coisa no caminho. 


Infelizmente não entramos no Museu do Amanhã. Preferi não entrar, pois sei que ia ter vontade de passar um dia inteiro lá. Fica pra próxima! Da Praça Mauá caminhamos pelo Boulevard Olímpico, conhecemos aqueles paredões super realistas maravilhosos do Kobra. Uma obra de arte! É uma caminhada super agradável, você pode apreciar a vista, as obras de arte ao seu redor e tirar umas fotos lindas, aconselho todo mundo a dar uma passada por lá. 


De lá, pegamos o VLT e fomos até o Theatro Municipal, que é outro lugar que eu queria ter entrado, mas também tenho certeza absoluta que iria querer passar o dia inteiro lá, mais um item que vai ficar pra próxima. Visitamos rapidinho a Biblioteca Nacional e, acreditem ou não, estava tendo uma exposição sobre Pernambuco. Fiquei felizona! A exposição era "Pernambuco, 1817, A Revolução" e tinha muito material incrível sobre a revolução pernambucana. De lá, fomos andando até o Aqueduto da Carioca, mais conhecido como Arcos da Lapa. Não nos demoramos muito por lá, o clima não tava muito auspicioso pra turistar, e seguimos direto pra Escadaria Selarón


Depois de várias fotos clichês e uns ímãs de geladeira a mais, resolvemos almoçar por ali mesmo. Em frente à Escadaria tem um restaurante que achamos muito promissor. O Bar e Restaurante Os Ximenes é um lugar massa, que serve vários pratos, entre eles alguns pratos nordestinos, e eu confesso que já tava morrendo de saudade de comer minhas comidinhas. Pedimos um prato que, segundo o cardápio servia 3 pessoas, mas graças ao conselho de um garçom amigo ficamos sabendo que as porções eram super generosas e o prato serviria facilmente o nosso grupo de 6 pessoas. E serviu mesmo. E estava uma delícia.


Tudo isso que eu contei aqui foi a primeira metade do dia, então resolvi parar por aqui pra o post não ficar gigante, então me aguardem que em breve vamos ter um post contando como foi a parte dois do meu turismo à jato. Um beijão e até breve!

Ray Menezes

SERVIÇO

Biblioteca Nacional
Local: Av. Rio Branco, 219 - Centro, Rio de Janeiro
Telefone: (21) 3095-3879
Horário de Funcionamento: 09:00 – 19:00

Os Ximenes
Local: Rua Joaquim Silva, 82 – Santa Teresa – Rio de Janeiro
Telefone: (21) 2221-6081
Horário de Funcionalmento: 7h às 2h30


sexta-feira, 14 de julho de 2017

25 coisas para fazer aos 25 anos

Hoje é o meu dia. Vinte e cinco anos, um quarto de século.. Já tô sentindo as dores nas costas, as rugas e tudo mais. Brincadeira, gente, por aqui tá tudo em ordem ainda. Tô muito feliz pois nos últimos tempos eu venho sempre aqui pra dividir coisa boa com vocês e contar coisas boas que têm acontecido em minha vida. Que assim continue, né?

Pensei um pouco no que poderia fazer pra marcar a data aqui no blog e cheguei nesse tema. Já vi muitas listas de 25 coisas para fazer antes dos 25 anos, mas porque não uma lista de 25 coisas pra fazer ~aos~ 25 anos? Afinal de contas, os 25 anos chegam, o tempo passa e a gente tem mesmo é que viver o agora. Então lá vai a lista de coisas que eu quero fazer nessa nova idade!



1. Cuidar da pele

Tá na hora, né? Já dá pra comprar o Renew apropriado e tudo mais. 

2. Entrar na academia 

Esse item já poderia ter sido riscado da lista, porque fiz isso na semana passada. Mas pra falar a verdade, tô achando bem chato, e há uma grande chance de eu desistir depois desse mês. Mas a musculação tem lá seus benefícios e eu  tava mesmo precisando de uma atividade física diferente, então.. GO! GO! GO!

3. Doar sangue

4. Abrir uma poupança

5. Parar de fugir de consultas médicas

Sou o tipo de pessoa que se puder evitar ir ao médico, qualquer que seja a especialidade, evito. Não sei, só não gosto mesmo. Mas não dá pra ser assim, né? Partiu fazer exames de rotina e fazer valer a fortuna que pagamos em plano de saúde. 

6. Beber mais água

7. Diminuir o fast-food

8. Tirar carteira de motorista

9. Ler mais bons livros

10. Passar mais tempo com as crianças

Se o tempo tá passando rápido pra mim, imagine pra elas, né? É só piscar e meus sobrinhos já estão com o dobro do tamanho que tinham ontem. Tenho que aproveitar cada momento de cada idade, porque daqui a pouco eles vão estar maiores do que eu. 

11. Aprender coisas de culinária

Não posso dizer que sou um zero à esquerda nesse quesito, mas tô longe de poder me inscrever pro Masterchef, então vamo lá pesquisar e aprender coisas novas, né?

12. Começar um curso de inglês

Não dá pra sobreviver só com meu inglês de séries, né? 

13. Organizar meu quarto e mantê-lo assim

No meu quarto tem sempre mil coisas jogadas pelo chão, caixas com coisas que não uso espalhadas por qualquer lugar e tenho certeza que qualquer dia desses terei também bagunças pregadas no teto. Bora ver, né? Tá na hora de dar destino ao que não tem uso e abrir espaço para coisas novas.

14. Arrumar o guarda-roupa (REAL)

Mesmo problema do item anterior. Tudo bagunçado. Preciso fazer a arrumação ultra definitiva, jogar coisas na sacola de doações sem pena e fica somente com o que uso. Tu acredita que eu ainda tenho peças de quando tinha 15 anos? Mana, já se passaram 10 anos - felizmente as pelas ainda servem nesse corpitcho aqui -, tá na hora de fazer voar isso aí e abrir passagem pra Nárnia!

15. Regularizar meus horários de sono

16. Aprender mais sobre corte e costura

17. Visitar os museus da minha cidade

18. Dançar mais

19. Não me comparar com outras pessoas

Tá na hora de parar com essa mania chata, né? A vida de ninguém é perfeita, o instagram não mostra a realidade, a grama do vizinho pode até marecer mais verde, mas não é não. Então só concentra no teu e faz dar certo.

20. Não desistir dos meus sonhos

Nunca.

21. Pensar positivo

22. Aprender a dizer eu te amo

23. Ser grata

Afinal, é tanta coisa boa que acontece com a gente e a gente não dá valor, né? Tá na hora de agradecer por casa coisa boa, por menor que seja, que nos acontece. É mais um exercício diário, mas nunca é tarde pra começar.

24. Não surtar por estar mais perto dos 30

Grandes coisas, os 30 anos. 

25. Aproveitar o agora

Já se foram os 18, os 20, os 24 e finalmente os 25 chegaram. E eles não podem passar sem que a gente aproveite ao máximo, né nom? Então vamo fazer valer cada dia dessa nova idade e ser feliz! Hoje é o meu primeiro dia com 25 anos e vou fazer com que seja o primeiro de 365 dias maravilhosos. Claro que no meio desses vou enfrentar alguns baixo e dias sem muita disposição, mas que estes não sejam relevantes ao ponto de serem contados e que mesmo nesses dias se aproveite algo.



E essas são as 25 coisas que quero fazer agora, aos 25 anos, e vocês? O que querem fazer agora? 

Enfim, parabéns pra mim, parabéns pra você que também está aniversariando por esses dias. Muita luz, muito amor e saúde pra nós. Espero que a nova idade nos traga muita coisa boa! Um beijo imenso e até breve!

Ray Menezes

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Look do dia: Saia de tule e tênis esportivo

E aí, minha gente, tudo bem com vocês? Por aqui tá tudo jóia! Meu aniversário tá chegando e eu tô meio atarefada essa semana, talvez tenha sido um presente dos céus, mas aconteceram muitas coisas boas pra mim nos últimos tempos e eu tô muito agradecida por isso.  Hoje resolvi trazer um look do dia atrasado, que você que me segue no Instagram provavelmente já viu, mas antes tardo do que nunca, né nom? 

Há um tempo atrás eu fiz um post com inspirações de looks com tênis esportivos e, como eu sou dessas que só posta as coisas aqui e bota logo em prática, aí vai o meu look com tênis esportivo pra vocês verem. Depois desse aí eu já fiz mais uma duas combinações de looks com esse tênis, tirando as roupinha de trabalho e cadjimia, claro. Tô usando demais! Será que vocês vão gostar? Lá vai!


Blusa: brechó
Saia: Forever 21
Tênis: Nike
Bolsa: Donna Rizzo

Usei esse look pra ir na Hairnor, aquela feira de beleza que rolou aqui em Recife no mês passado, e como eu ia pra feira e depois iria direto pro teatro assistir a estréia de Cão Sem Plumas - espetáculo da Cia. de Dança Deborah Colker - optei por algo bonitão e com brilho, porém confortável. Tenho que deixar claro aqui que estou apaixonada por essa saia de tule. Sério. Pra todo canto que vou quero ir  com ela. Daqui a pouco vou na padaria com essa saia. Brinks. A blusinha de paetê é de brechó sim, só amor. Nos pés, o tênis coringa que uso pra trabalhar e também pra ir pras festinha e ficar bem confortável. E pra carregar as bugingangas, a bolsinha redonda - que, segundo vovó, parece um cantil - que vocês vão ficar cansadas de ver por aqui. 



E aí, curtiu? Usaria? E look com tênis esportivo, tu gosta? Me conta tudo aí nos comentários que eu quero saber! Esse look foi mais arrumadinho, mas tu quer um look mais despojado também com tênis esportivo? Dá um alô aí nos comentários que eu posto! Um beijo e até breve!

Ray Menezes