quarta-feira, 29 de março de 2017

Eu assisti: Power Rangers (2017)

Parece que Março, além de estar me fazendo acabar meu dinheiro no cinema, está me trazendo uma deliciosa avalanche de nostalgia. E quem diria que isso ainda iria parar nas telonas, hein? Assisti ao novo filme dos Power Rangers e vou contar tudo o que achei aí embaixo, se liga aí!

GO GO POWER RANGEEEEEEERS! *riff inesquecível de guitarra*


Confesso que fui pro cinema sem grandes expectativas, não botei tanta fé nos trailers e achava que ia ficar um negócio meia boca. Fui mais pela vibe nostálgica de ver nas telonas uma coisa que foi tão presente na minha infância. Se você é mais ou menos da minha idade, tenho quase certeza que um dia você brincou de Power Ranger - sou a amarela, tá? - , fala sério!  E se eu me surpreendi com essa nova versão? Demais!

O filme nos mostra um pouco da origem dos Power Rangers e como esse poder veio parar na Terra, mas acima de tudo, nos apresenta pra nós os personagens por trás dos rangers. Se na série nós só conhecíamos os rangers guerreiros, agora nós conhecemos os jovens por dentro da armadura de herói. Os nomes continuam os mesmos de Power Rangers Mighty Morphin: Jason, Zack, Billy, Trini e Kimberly.  Os 5 rangers, que no começo da nossa história ainda não fazem a mínima ideia do que os espera, não se conhecem e o filme mostra pra gente como eles são escolhidos para se tornarem Power Rangers e também como se constrói a  amizade entre eles. Isso é essencial pro filme, então presta bem atenção nessa parte quando for assistir, hein?


Uma das coisas que eu fiquei com um pé atrás quando vi as imagens do filme foi a armadura dos Rangers, estranhei bastante... Se você parar pra pensar, a gente tá acostumado com anos de uniformes meio acetinados, né? Mas assistindo o filme vi que está bem condizente com a roupagem moderna que o filme ganhou. Achei bem legal, no final das contas.

E o que também temos? Zordon e Alpha! Zordon - a nossa famosa cabeça careca - continua sendo uma cabeça careca, mas ganhamos aqui um toque de modernidade, afinal estamos em 2017 e o poder dos gráficos digitais é real, né? Assim, o chefão passou de uma cabeça de holograma dentro de um grande tubo (?) pra uma cabeça meio 4D num telão interessante. Nosso robozinho Alpha 5 também tá mais moderno, mas continua a mesma gracinha de sempre. Ai ai ai ai ai! E a nossa vilã? A Rita Repulsa de Elizabeth Banks - deusa! - é sensacional! Ela não tem mais aquele ar meio cômico e briguento, a nossa vilã está mais sombria e super condizente com o filme. Fora que a roupa da Rita é maravilhosa, amei demais!


Achei que o filme prezou bastante por introduzir essa história dos Rangers e apresentação dos personagens e a porrada em si me parece que foi tão curta! Não que isso seja um ponto extremamente negativo, claro, mas aquela coisa, né? Esse filme foi mil vezes adiado e eu queria sim meia hora de faíscas rolando na tela! Apesar disso, gostei bastante do filme e, mais uma vez, viajei no tempo. Muitas referências à série clássica e easter eggs que dessa vez consegui captar na hora. Se você, como eu, cresceu assistindo Power Rangers tenho que te dizer: não tem como não se arrepiar com entrada dos Zords junto com a inesquecível música tema. Vou dizer um negócio a vocês, a cena tem uns 15 segundos, mas carrega 2 quilos de referências e mexe com o coração dos fãs. Fiquei arrepiada!

Você pode até estar esperando um filme decepcionante e meia boca, mas acredite: o filme é bom! E se você quer reviver aquela vibe meio super sentai dos seus anos 90, pode ir pro cinemas sem medo que você não vai se decepcionar! E se liga: tem cena pós créditos!

Ray Menezes

segunda-feira, 27 de março de 2017

Influbeauty em Recife

E aí, belezinhas, tudo certo com vocês? Por aqui as coisas estão indo super bem. Muito trabalho, mas tem que ser assim mesmo, né nom? Então vamo que vamo! Lembram que eu tava sempre dizendo que tinha coisas boas acontecendo e em breve dividiria com vocês? Pois então, acho que meu pensamento positivo atraiu mais coisa boa e vim mostrar aqui o que rolou esse final de semana aqui em Recife.


O vídeo era pra ter saído ontem, mas o Sony Vegas não deixou. Mas é aquele ditado, né? "Antes tarde do que nunca!" E olha que dessa vez não foi nem tão tarde assim. Cá estou eu trazendo pra vocês um pouquinho do que foi a Influbeauty, o Encontro de Profissionais Influentes, que é um evento promovido pela Muriel Cosméticos, que já havia passado por duas outras capitais brasileiras - São Paulo e Salvador - e neste último sábado teve sua terceira edição aqui em Recife. 

Se liga aí no vídeo que eu mostro algumas coisas do evento e conto tudo o que eu achei!


E aí, o que acharam? Não esqueçam de deixar o likezinho de vocês lá no vídeo e se inscrever no meu canal do Youtube porque em breve vamos ter muitas coisas pra falar sobre os recebidos. E aqui no blog também vai ter muita novidade, viu? Sigam também as outras redes sociais do blog - Instagram, Facebook e o GFC aqui do lado, claro - pra ficar de olho em cada atualização.

E, por fim, deixo aqui mais uma vez o meu muito obrigada à Muriel Cosméticos pelo convite. Eu amei conhecer um pouco mais da empresa e seu modo de trabalho e passar essa tarde tão gostosa lá com vocês. 

Ray Menezes

quinta-feira, 23 de março de 2017

Look do Dia: A famosa brusinha de tela

E aí, marias, tudo bom com vocês? Por aqui tá tudo em ordem e as novidades chegando! Olha aqui a prova que milagres acontecem, né? Hoje vamos de look do dia, minha gente, que coisa! Não sei o que me deu que consegui não sair de casa atrasada ao extremo, dessa vez deu tempo de parar e tirar umas fotinhas antes de sair e mostrar as roupitcha. YEY!

Sabem essas blusinhas transparentes de tule/tela que tão super em alta agora? Acontece que há um ano atrás fiz uma apresentação de kpop cover e no meu figurino tinha uma dessas, que estava guardadinha por aqui esperando apenas uma oportunidade pra ser usada novamente. Reaproveitar figurino? Adoro! 


Blusa de tela: Eu meishma
Segunda pele: Trifil
Short: C&A
Oxford: Vizzano

Essa blusinha fui eu mesma que fiz, usando meus dotes limitadérrimos de costureira de figurinos. Comprei o metro de telinha por menos de 6 reais e usei outra camiseta que eu tinha como molde, só pra me certificar de cortar certo, já que sou meio que um desastre quando se envolve tesoura e tecidos. Mas foi coisa simples! Coloquei uma regatinha, dessas segunda pele, branca por baixo e dei um nózinho pra encurtar. Short jeans de cintura alta, cintinho pra não ficar pelada no meio da rua. E o oxford metalizado, que agora é o meu xodózinho e que comprei pela bagatela de 40$ na Riachuelo, é Vizzano. Saí de casa assim pra ir ao cinema assistir A Bela e a Fera, que já tem até resenha aqui no blog;

E aí, que é que vocês acharam? Me contei aí que eu vou adorar saber. Particularmente, amei sair de casa toda metida a tumblr girl fashionista (?) kekekekeke ~ Um beijo e até breve!

Ray Menezes