segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Music Monday: Dark Panda

E aí, gente, tudo bem? Final de semana foi corrido pra caramba por aqui, cheio de dança, festa e kpop. Tô chegando aqui aos 45 do segundo tempo dessa segunda-feira só pra não deixar a tag passar KKKAHSAHSKAS.

Por aqui todo mundo tá cansado de saber que eu sou fã de várias bandas de pop coreano, o kpop. Já fiz alguns vários posts falando de kpop por aqui e aqui vai mais um. Bem rapidinho, só com minha sugestão de música nessa segunda. 


Zico, líder e rapper da boyband Block B, que eu gosto pra caramba por sinal,  e várias outras coisas. Paloalto, rapper e produtor e etc etc etc f*da da cena coreana. Hyorin, dona de um dos melhores vocais femininos do pop coreano, integrande do girlgroup Sistar. Dessa junção aí saiu uma das músicas que eu mais tô escutando ultimamente e gostaria de dividir com vocês. 


You make me stronger

You make me stronger

Your love makes me stronger

Espero que gostem de conhecer um pouquinho do rap coreano e, se quiserem mais, posso fazer alguns posts indicando mais músicas pra quem tiver o interesse de conhecer e preguiça de pesquisar. Sugestões? É só deixar nos comentários, vou adorar! Beijão e até o próximo post!

Ray Menezes

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Que horas ela volta?

E aí, meu povo, tudo bem? Minha vida aqui tá bem numa boa, espero que por aí também esteja tudo tranquilo. Cá estou eu de volta aqui no HM nessa terça-feira e vim aqui rapidinho pra deixar uma dica cinematográfica, wohoooo! Eu tava me programando pra fazer esse post ontem, mas antes tarde do que nunca né? Inclusive, tenho que aprender a me programar melhor e também programar os posts aqui do blog. Ainda vou conseguir fazer isso KAKKKASJDKSJ. Mas enfim, vamo lá, 3, 2, 1...

Há uns dias atrás fui com o boy e assistimos o tão elogiado e premiado e realmente maravilhoso Que horas ela volta? Não vim aqui fazer uma resenha completa, acho que eu escreveria páginas e mais páginas e ficaria bastante cansativo pra vocês lerem HASJHDAJSJDH. Vou deixar só um pedaço das minhas impressões e deixar a dica pra quem quiser um bom motivo pra ir no cinema esses dias.


Sinopse

A pernambucana Val (Regina Casé) se mudou para São Paulo a fim de dar melhores condições de vida para sua filha Jéssica. Com muito receio, ela deixou a menina no interior de Pernambuco para ser babá de Fabinho, morando integralmente na casa de seus patrões. Treze anos depois, quando o menino (Michel Joelsas) vai prestar vestibular, Jéssica (Camila Márdila) lhe telefona, pedindo ajuda para ir à São Paulo, no intuito de prestar a mesma prova. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, só que quando ela deixa de seguir certo protocolo, circulando livremente, como não deveria, a situação se complica.


É o tipo de filme que não tem como não se identificar. Tem aqueles lances de comédia que fazem a gente dar uma boa risada, mas não é um filme de comédia. É um drama sutil, pra quem tem olhos apurados. Regina Casé, no papel de Val - a nordestina que é empregada e criou o filho do casal de patrões ricos, de imagem cool, que não param em casa -, é a estrela do filme, que é cheio de momentos maravilhosos de onde a gente pode tecer várias críticas sociais. E também Camila Márdila, no papel de Jéssica - a filha da empregada, que vem do Recife para tentar vestibular em São Paulo -, que arrasou dando vida a uma personagem forte, questionadora e que é o ponto de virada da história. O filme é cheio de momentos simbólicos, sutis e também momentos gritantes, tem hora que não dá pra não ficar inquieto na cadeira. 


Como eu disse lá em cima, não vou me estender aqui e fazer uma resenha gigante com todos os momentos do filme, nem fazer aqui todas as reflexões que ele gerou na minha cabeça, mas deixo aqui a indicação pra vocês. É um filme incrível e que vale muito a pena assistir. Fico esperando que daqui pra frente os demais filmes nacionais mantenham o nível de Que Horas ela Volta?, porque esse é o tipo de filme que dá gosto de assistir.

Ray Menezes

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Umectação, óleo de coco e muito amor

Olá, bonitas e bonitos que casualmente venham parar aqui em meu humilde blog, tudo bem? Finalmente tive um tempo bom pra parar e cuidar um pouquinho aqui do blog. A estréia do espetáculo da companhia de dança da qual faço parte passou e foi maravilhoso! Assim que tiver com o material em mãos, farei um post aqui pra que vocês conheçam meu trabalho na dança :D

No post de hoje vim falar mais uma coisinha da minha rotina de cuidados capilares, agora que assumi os cachos de vez. Meu cabelo, como o de muitas outras, sofre um bocado com o frizz e ressecamento. Há um tempo atrás eu seguia fielmente o CC (cronograma capilar), mas o tempo foi ficando curto, eu fui ficando com preguiça... Hoje em dia só uso os princípios do CC pra me guiar e ver o que meu cabelo precisa mais. Pra quem não conhece o CC, ele consiste em identificar o que o cabelo precisa e montar uma rotina de hidratações, nutrições e reconstruções para ajudar os fios. Na etapa de nutrição eu costumava usar umas máscaras bem potentes e as vezes misturar com óleos. Até que, pesquisando, eu cheguei na Umectação.


Todo mundo já fala sobre umectação por aí, acho que a graaande maioria de vocês já ouviu falar, por isso não vou me estender muito. Pra quem não sabe, umectação capilar nada mais é do que nutrir os fios com óleos vegetais. Pra quem quiser saber mais sobre origem e outros detalhes, esse post do Cacheia é maravilhoso! 

Mas aí então, voltando.. Comecei a fazer umectação com azeite de oliva extra virgem, desses que tem na cozinha mesmo (se você for fazer isso, atente bem à acidez do óleo e se ele é realmente extra virgem) e já vi um resultado massa, mas via todo mundo falando que amava o óleo de coco e tava louca pra testar. Dia desses encontrei o pote à venda e comprei sem nem piscar pra poder testar e ver se é essas maravilhas todas mesmo. 


Testei o bicho e ó... mais que aprovado! Paguei 22 dinheiros num pote de 200ml da Copra que eu tenho certeza que vai durar bastante. Aqui em Olinda é calor eterno, o óleo não solidifica como eu vejo que acontece em outros lugares. Quando vou fazer a umectação vou tirando o óleo com uma colherinha de chá mesmo e passando no cabelo. E olhem, meu cabelo parece uma esponja. Divido o cabelo em uns 8 pedaços e pra cada pedaço uso uma colher de chá, esquento o óleo na mão mesmo e passo da raiz até as pontas do cabelo. Quando termino tudo, massageio bastante a raiz e depois prendo. Há quem diga que o mínimo de tempo pra ficar com o óleo no cabelo é de 2 horas. Eu nunca testei isso, sempre que faço umectação, seja com o óleo que for, eu sempre durmo com o óleo no cabelo e deixo pra tirar no outro dia. 

Pra tirar o óleo do cabelo, faço o método UCPE (umectar, condicionar, pausar, enxaguar), que aprendi num grupo de No/Low Poo para Iniciantes. Nesse método, depois do tempo da umectação, você passa um condicionador (liberado para low/no) em todo o cabelo sem dó, depois espera um tempinho de no mínimo 20 minutos e enxágua em seguida. Se vocês tiverem curiosidade, eu posso fazer um post explicando melhor e indicando os grupos em que aprendi. Comigo dá super certo e o efeito da umectação fica bem melhor do que se eu tirar com Shampoo, que era o que eu fazia antes. Obrigada, pessoal do No/Low Poo, vocês tão salvando meus cachos! HAHAKAJSAJKKHSADJA Lindas!

Não tirei foto do antes, mas espia aí o resultado!


Finalizei com o Ativador de Cachos da Capicilin, que tem resenha aqui, e o creme de pentear Extra Brilho da Niely. Não fiz fitagem nem nada, só passei um pouquinho do creme, depois o ativador e depois mais um pouquinho do creme e amassei com uma camiseta de algodão. O aspecto que fica é de um cabelo beeeem nutrido. Ainda não vejo muita diferença nas pontas, mas meus cachos ficam bem mais definidos e o fio bem mais brilhoso já na primeira vez que usei (essa das fotos foi a segunda).

Também já usei o óleo de coco como reparador de pontas - bem pouco, uma colherinha de chá pra espalhar nas pontas de todo o cabelo - e misturado numa máscara e o resultado também é muito bom. Ah! Se vocês tiverem um pouco de sensibilidade ao cheiro do óleo de coco, usar na máscara vai ajudar bastante, viu? Na umectação, que se usa o óleo puro, eu enrolo uma camiseta de algodão nos cabelos antes de dormir e o cheiro não me afeta ao longo da noite, mas sem a camiseta o cheiro me incomoda um pouco. Fica a dica pra quem for fazer a umectação também. 

E aí, gostaram do post? Espero que sim. Qualquer sugestão ou dica é só deixar nos comentários que eu vou adorar. Um beijo e até o próximo post!

Ray Menezes

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Pra quem rouba roupa do irmão

E aí, meninas, tudo bom? A vida tá uma loucura! Aula pra dar, espetáculo pra estrear, figurino pra costurar, coreografia pra ensaiar e que horas a gente dorme? Tá difícil hahahhajsaajshkajs. Mas nada como um tempinho livre no dia pra eu poder vir aqui e dividir um pouco de tudo com vocês. 

Antes de começar, de fato, o assunto do post.. estou feliz pra caramba que a página do HM do facebook completou 220 curtidas! Todo mundo sabe que eu não sou de super divulgar o blog e posto mais por hobby mesmo, tudo aqui é pra dividir um pouco do meu dia e minhas experiências com vocês, então cada seguidor, cada curtida, cada um de vocês é especial. Obrigada por me acompanharem s2 Se você ainda não conhece a página do HM no Facebook, é só clicar aqui e dar aqueeela curtidinha marota pra acompanhar todas as novidades em primeira mão.

Sabe aquele tipo de pessoa que de vez em sempre assalta o guarda-roupa do pai, do irmão, do primo, do namorado... euzinha mesma. Não contente com isso, faço até questão de ir na sessão masculina das lojas toda vez que dou uma passada no shopping. Adoro jeans boyfriend, t-shirt larga, pegada hip hop, camisa amarrada na cintura, estampa de HQs e todas essas paradas aí. Aí de vez em quando vem minha mãe e manda um "pára de pegar as roupas do teu irmão e veste algo decente". Não. E pra reforçar minha paixão, resolvi fazer um post cheio de inspirações boyish/oversized pra gente, gogogo!


Pra quem curte a page do HM já tinha visto essa primeira foto. Tá aí de novo a Dytto, que é uma super inspiração pra mim tanto no estilo quanto na dança. Esses cachões me matam demais, em breve começarei meu projeto leoa hahahahskahs. Botinhas Timberland (amoamoamoamaomaoamo), tênis, coturninhos, 3 coisas que estão sempre nas minhas wishlists. Adoro calças boyfriend e se meu irmão vestisse uns bons números a menos, além de camisas eu iria roubar também as calças dele #soudessas

As celebs

Rita Ora, Gwen Stefani, Rihanna, Miley e várias outras celebs são adeptas das peças oversized/boyfriend e roubadas dos guarda-roupas dos namorados, hohoohoho! Dá pra montar de looks super casuais, looks boyish mais arrumadinhos, looks com toques bem femininos, tomboy.. conforto e versatilidade! Amo/ sou esse look da Miley, usaria ele completo sem tirar nem pôr nadinha s2

Direto do LookBook.nu

Tem coisa melhor do que esse conforto? E ainda por cima é super estiloso, não tem como negar. E vocês, curtem essa pegada boyish nos looks? Vamos juntas assaltar os guarda-roupas dos nossos irmãos e namorados \o/ HAHAHJAHSKJAHS Um beijão e até o próximo post!

Ray Menezes